domingo, 25 de maio de 2014

Ansiedade..ansiedade..ansiedade.

Ansiedade é o bichinho do incomoda, puxa estica, sacode seu cérebro e te leva para onde você deixa ele te levar. As vezes, para um lugar que tudo está gritando dentro de você, angustiando, paralisando. E nada que  faça você mudar. E continua parado só pensando que não vai conseguir chegar aonde precisa. O pior que nem sempre conseguimos confrontar nossos pensamentos, e dizer: Acha mesmo que vai chegar a ser tal coisa? Ou que não será? Quais são as garantias que levam a pensar nisso? Para CÉREBRO! Quero poder pensar e agir contra tudo isso. O que podemos fazer? Gostei muito dessas mensagens:

"Não ter pressa em aprender tudo de uma vez só: a ansiedade, a pressa, a agonia para estudar tudo de uma só vez gera angústia, medo e depressão, criando quadros psicóticos profundos. Os apressados vivem uma eterna guerra de pensamentos acelerados. Sobrecarregam o córtex cerebral, escoando a energia vital do espírito. Andam tristes, agitados, fatigados e esquecidos de tudo e de todos. Deixam de contemplar o belo, e, num processo inconsciente, perdem a alegria interior. Como não ser apressado? Gostando de si mesmo, pensando para viver, e não viver para pensar.
Dinheiro, fama, status, cargo público importante não compensam a sensação de ansiedade.Qualquer vitória só faz sentido se for obtida com esforço em clima de festa. Esse é o único modo de reescrevermos o script de nosso destino, pois podemos ser felizes enquanto lutamos.” (Uadi Lammêgo Bulos)



Nenhum comentário:

Postar um comentário